Os dez livros que mudaram a minha vida

A Fnac lançou-me o desafio de eleger os dez livros que mudaram a minha vida para assinalar o Dia Internacional do Livro, celebrado mundialmente a 23 de Abril. Resumir as leituras de uma vida a uma lista que inclui dez títulos é sempre uma tarefa incrivelmente difícil. Mas aqui está ela! Aproveito para recordar que a Fnac está a celebrar o dia mundial do livro com promoções imperdíveis e está ainda a oferecer em loja e em formato digital Um Livro com Livros, que é uma compilação de excertos de livros seleccionados por várias personalidades! Parece-me um óptimo guia para escolherem as vossas próximas leituras!

1. Os Irmãos Karamazov de Fiódor Dostoiévski

Irmãos Karamazov

Sinopse: “Os Irmãos Karamázov” foi um dos últimos livros escritos por Dostoiévski e é uma das suas obras-primas. Considerado por muitos um romance filosófico, nesta apaixonante história o autor explora as questões existenciais da fé religiosa e da dúvida, do livre-arbítrio e da moralidade.

Com a família Karamázov, através dos seus dramas, mistérios e triângulos amorosos, Dostoiévski retrata a Rússia do século XIX naquela que foi a idade de ouro e um ponto de viragem trágico na cultura russa.

Compra o livro aqui!

2. A Noite e o Riso de Nuno Bragança

1507-1

Sinopse: Primeiro romance de Nuno Bragança, A Noite e o Riso (1969) é uma obra incontornável, considerada decisiva para a modernidade literária portuguesa. Um texto que alia a linguagem poética à experimentação formal, e uma certa dose de surrealismo às experiências do nouveau roman francês. Como refere Manuel Gusmão no seu prefácio à 3.ª edição, este é um romance de crescimento e aprendizagem, que tem na ironia o seu «princípio construtor».

Compra o livro aqui.

3. Conversations with Friends de Sally Rooney

1507-1 (1)

Sinopse: Frances is twenty-one years old, cool-headed and observant. A student in Dublin and an aspiring writer, at night she performs spoken word with her best friend Bobbi, who used to be her girlfriend. When they are interviewed and then befriended by Melissa, a well-known journalist who is married to Nick, an actor, they enter a world of beautiful houses, raucous dinner parties and holidays in Provence, beginning a complex menage-a-quatre. But when Frances and Nick get unexpectedly closer, the sharply witty and emotion-averse Frances is forced to honestly confront her own vulnerabilities for the first time.

Compra o livro aqui e lê a minha crítica aqui!

4. Sexus de Henry Miller

1507-1 (2)

Sinopse: «Terá sido numa quinta-feira à noite. Ele, a caminho dos trinta e três anos, funcionário numa empresa telegráfica e friamente casado, conheceu-a no salão de baile. De um momento para o outro, estava arrebatado de paixão e com a certeza de que uma nova vida se abria à sua frente: bastava que tivesse coragem para arriscar tudo.»

“Sexus” é com efeito uma história de risco, de provocação, uma prosa vibrante, plena de carne e espírito, um relato de aventuras sexuais e literárias que se estenderão de Brooklyn até à boémia Paris dos anos de 1930.

Primeiro volume da trilogia «Rosa-Crucificação», autobiografia ficcionada cuja escrita Henry Miller manteve ao longo de mais de uma década, este título foi publicado em França em 1949 e durante anos circulou clandestinamente por grande parte do mundo, onde foi proibido por imoralidade.
Nas palavras de João Palma-Ferreira, prefaciador da edição portuguesa, estamos perante «uma obra-prima de todas as épocas».

Um texto magistral de um autor que é um agitador de consciências, «um indisciplinador desejoso de que o homem se descubra finalmente, sem reticências e sem pactuações com o indiferentismo meramente formal».

Compra o livro aqui!

5. Uma Aprendizagem ou O Livro dos Prazeres de Clarice Lispector

Uma-Aprendizagem-ou-o-Livro-dos-Prazeres

Sinopse: «Ali em pé na semiescuridão do terraço,de repente mais suave, veio-lhe outra revelação que durou pois era o resultado intuitivo de coisas que ela pensara antes racionalmente. O que lhe veio foi a levemente assustadora certeza de que os nossos sentimentos e pensamentos são tão sobrenaturais como uma história passada depois da morte.(…)».

Compra o livro aqui!

6. Everyday Sexism de Laura Bates

1507-1 (3)

Sinopse: After an astounding response from the wide range of stories that came pouring in from all over the world, the project quickly became one of the biggest social media success stories of the internet.

From being harassed and wolf-whistled at on the street, to discrimination in the workplace and serious sexual assault, it is clear that sexism had become normalised. But Bates inspires women to lead a real change and writes this ‘extremely powerful book that could, and should, win hearts and minds right across the spectrum’ (Financial Times).

Often shocking, sometimes amusing and always poignant, everyday sexism is a protest against inequality and a manifesto for change. It’s ‘a game-changing book, a must-read for every woman’ (Cosmopolitan).

‘Admirable and culturally transferable. “A storm is coming,” writes Bates. After reading this book you’ll hope so’ (Independent).Welcome to the fourth wave of feminism.

Compra o livro aqui!

7. Apenas Miúdos de Patti Smith

Apenas-Miudos

Preâmbulo: Eu estava a dormir quando ele morreu. Tinha telefonado para o hospital, para lhe dizer mais uma vez boa noite, mas ele estava inconsciente, devido às doses de morfina. Ouvi a respiração esforçada dele pelo telefone. Fiquei em pé junto da secretária com o auscultador na mão, sabendo que jamais tornaria a ouvi-lo.
Mais tarde arrumei serenamente as minhas coisas, o meu caderno e a caneta de tinta permanente. O tinteiro azul-cobalto que fora dele. A minha chávena persa, o meu coração púrpura, um tabuleiro com dentinhos de leite. Subi vagarosamente as escadas, contando os degraus, catorze ao todo, um após o outro. Aconcheguei o cobertor ao bebé que estava no berço, beijei o meu filho enquanto ele dormia, e a seguir deitei-me ao lado do meu marido e rezei as minhas orações. Ele ainda está vivo, lembro-me eu de ter murmurado. A seguir dormi
. Acordei cedo e quando ia a descer as escadas soube que ele morrera. Tudo estava em silêncio, menos o som do televisor que eu deixara aceso durante a noite. Fui atraída para o ecrã enquanto a Tosca declarava, com poder e pesar, a sua paixão pelo pintor Cavaradossi. Estava uma fria manhã de Março e vesti o meu camisolão.
Subi os estores e a claridade entrou no estúdio. Alisei a manta grossa que cobria o meu cadeirão e escolhi um livro de pintura de Odilon Redon. Abri-o na imagem de uma cabeça de mulher a flutuar num pequeno mar. Les yeux clos. Um universo ainda não assinalado contido por detrás das pálidas pálpebras. O telefone tocou e levantei-me para ir atendê-lo.
Era o Edward, o irmão mais novo do Robert. Contou que, tal como me prometera, tinha dado ao Robert um último beijo por mim. Fiquei imóvel por uns instantes, e depois, lentamente, como num sonho, regressei ao meu cadeirão. Nesse momento a Tosca iniciou a grande ária «Vissi d’arte». Vivi pelo amor, vivi pela Arte. Fechei os olhos, e entrelacei as mãos. A Providência discernira como seria a minha despedida.”

Compra o livro aqui!

8. Killing Commendatore de Haruki Murakami

1507-1 (4)

Sinopse: The epic new novel from the internationally acclaimed and best-selling author of 1Q84.

In Killing Commendatore, a thirty-something portrait painter in Tokyo is abandoned by his wife and finds himself holed up in the mountain home of a famous artist, Tomohiko Amada. When he discovers a strange painting in the attic, he unintentionally opens a circle of mysterious circumstances. To close it, he must complete a journey that involves a mysterious ringing bell, a two-foot-high physical manifestation of an Idea, a dapper businessman who lives across the valley, a precocious thirteen-year-old girl, a Nazi assassination attempt during World War II in Vienna, a pit in the woods behind the artist’s home, and an underworld haunted by Double Metaphors.

A tour de force of love and loneliness, war and art – as well as a loving homage to The Great Gatsby – Killing Commendatore is a stunning work of imagination from one of our greatest writers.

Compra o livro aqui!

9. Book of Longing de Leonard Cohen

Book-of-Longing

Sinopse: Leonard Cohen made his name as a poet before he came to worldwide attention as a singer and songwriter. Book of Longing, his new collection of poetry, was twenty years in the making and written in Montreal, Mumbai and during his retirement in Mt Baldy. Enhanced by Cohen’s own playful and provocative illustrations, these poems show the full range of one of the most influential and enigmatic writers of his generation.

Compra o livro aqui!

10. O Estrangeiro de Albert Camus

O-Estrangeiro

Sinopse: Meursault recebe um telegrama: a mãe morreu. De regresso a casa após o funeral, enceta amizade com um vizinho de práticas duvidosas, reencontra uma antiga colega de trabalho com quem se envolve, vai à praia – até que ocorre um homicídio. Romance estranho, desconcertante sob uma aparente singeleza estilística, em “O Estrangeiro” joga-se o destino de um homem perante o absurdo e questiona-se o sentido da existência. Publicado originalmente em 1942, este primeiro romance de Albert Camus foi traduzido em mais de quarenta línguas e adaptado para o cinema por Luchino Visconti em 1967, sendo indubitavelmente uma das obras-primas da literatura francesa do século XX. Esta edição, revista de acordo com o texto fixado pelo autor, conta com prefácio de António Mega Ferreira.

Compra o livro aqui!

Advertisements

4 thoughts on “Os dez livros que mudaram a minha vida

  1. Quero muito ler o “Normal people”. Pensei comprar em inglês mas como vi que vai ser editado pela Relógio d’água (que amo), vou esperar 🙂 O “Conversas entre amigos” não conhecia, mas também parece interessante.

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s