Opinião: Vozes de Chernobyl de Svetlana Alexievich

Andava para ler um livro da Svetlana desde que ganhou o Prémio Nobel. Não sou uma leitora que procura ler todos os vencedores, mas fiquei muito intrigada com a natureza da obra da autora e jornalista bielorrussa. Quando vi a série Chernobyl (podem encontrar a minha opinião sobre a série nos destaques do Instagram) e descobri que se serviram do livro Vozes de Chernobyl para a criarem, percebi que esta obra, publicada pela editora 2020 seria o meu ponto de partida.

Neste livro, Svetlana Alexievich dá voz a centenas de pessoas que viveram Chernobyl: cidadãos comuns, bombeiros e médicos. É muito complicado falar deste livro para mim. Foi, sem dúvida, a leitura mais difícil da minha vida. Tenho referido que estes dias têm sido complicados e, enquanto me entregava a este livro, perguntava-me se deveria continuar a lê-lo, já que nos fala de uma tragédia enorme. Recordo-me que, num destes momentos de indagação, me deparei com um relato, que dizia o seguinte: «Não sente medo?» Responde: «medo de quê?». E, por isso, continuei. Foi este significado, atribuído a Chernobyl, que me surpreendeu. Há muita dor, muita. Muito desalento e desespero, sem dúvida. Histórias que, mais do que nos comover, nos destroem, porque estas pessoas foram destituídas da sua humanidade. Transformaram-se em “chernobylianos”. Mas se o livro é marcado por isto, há uma coragem e enormidade da alma que se fazem sentir também, o que me deixou muito humilde. Não há palavras para Vozes de Chernobyl.

Se quiseres comprar esta obra, podes fazê-lo aqui.

IMG_5908

Sinopse:

Vozes de Chernobyl é a mais aclamada obra de Svetlana Alexievich, Premio Nobel de Literatura 2015, tida como o seu trabalho mais duro e impactante.
A 26 de abril de 1986, Chernobyl foi palco do pior desastre nuclear de sempre. As autoridades soviéticas esconderam a gravidade dos factos da população e da comunidade internacional, e tentaram controlar os danos enviando milhares de homens mal equipados e impreparados para o vórtice radioativo em que se transformara a região. O acidente acabou por contaminar quase três quartos da Europa.
Numa prosa pungente e desarmante, Svetlana Alexievich dá voz a centenas de pessoas que viveram a tragédia: desde cidadãos comuns, bombeiros e médicos, que sentiram na pele as violentas consequências do desastre, até as forças do regime soviético que tentaram esconder o ocorrido. Os testemunhos, resultantes de mais de 500 entrevistas realizadas pela autora, são apresentados através de monólogos tecidos entre si com notável sensibilidade, apesar da disparidade e dos fortes contrastes que separam estas vozes.

IMG_5907

Detalhes do Livro:
Editor: 2020
Publicado em: Julho 2019
Formato: Capa mole
Páginas: 336

5stars

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s